4° força finalista


Em 4 meses de carreira, Carille chega em sua 1° final.

Sem $ aos tubos para contratar e tendo que, não por planejamento mas por necessidade, ter que usar a base (algo que o clube e antigos treinadores pareciam ter alergia).

O jogo mal começava e para Caio Ribeiro o São Paulo vivia momento melhor…VAI EXPLICAR? Tem que internar numa sala almofadada sem quinas, a imprensa nesse fds exalou torcida e praticou pouco jornalismo.

O time domingo pra mim jogou pior do que 4° feira. Para Casagrande foi o contrário…ele jogou bola, fez 103 gols no Corinthians… eu devo estar vendo outros jogos … enfim…deixa o Casa pra la e a imprensa também, vamos ao jogo…

A verdade é que o adversário não tinha padrão nenhum e isso nos beneficiou. No 1° tempo tivemos 3 chances, num chute do Rodriguinho  (da uma bola pro Rodriguinho, nao bate penalty mas chuta 300 fora da área) e outro de Romero na trave.

Gol legal de Jô e no 2° tempo o Corinthians só chegou em um chute de fora do Rodriguinho (de novo). O lance do Kazin, impedimento…ele perdeu.

Bastava apertar que eles sentiam.

O São Paulo não criava, além dos méritos da nossa forte defesa, o time não tinha jogadas para penetrar e chuveirou.

Jogo nervoso e no 2° tempo show de esbarrões, tapas e cartões…

Tivemos muito mais chances de gol 4° feira do que hoje.

E sofremos menos também la atrás, porém isso para a Ponte terá que ser diferente pois a equipe de Campinas é mais time que o São Paulo e provou ser mais time que o badalado supra sumo Real Madrid verde.

Quem, em janeiro, nos canais de tv, sites e redes sociais neuróticas de jornalistas que mais parecem torcedores….

…quem cravou Corinthians e Ponte na final?

Equipes bem ajustadas podem superar a individualidade.

Foi assim em muita Copa do Mundo, 2006 por exemplo, Brasil seleção do momento, comerciais da Nike, Ronaldinho, Ronaldo, Rivaldo..Kaká…futebol arte, favoritaço…foi dominada por uma França bem postada…

Parabéns Carille, tem muito treinador por ai que demorou anos pra chegar em uma final, e tinha um orçamento de dar inveja.

 

Carille e jogadores como Arana e Maycon foram fundamentais, quanto não custaria por ai no mercado um lateral e um volante desse nível? Gabriel faz bem o papel de camisa 5, Jadson cerebral e Jô decisivo marcando gols nos clássicos, reforços que vieram pelo salário sem contratações suntuosas, que mais uma vez, no Real Madrid verde, ficou provado que não é o caminho certo…a tal gastança e ostentar reforço.

Algo que fizemos ano passado, sem $ com Guilherme, Marquinhos…Giovani Augusto, uma gastança sem precedentes do Roberto, o que enaltece ainda mais o que o Carille fez, salvou a pele da diretoria.

Anúncios

One Response to 4° força finalista

  1. Fernando Romano disse:

    2 finais, se contarmos a Copa Miami Beach, vaçalo. Chamado de “4ª força” pela imprensa anti-abutre, pôs a molecada da base (Deus é alérgico), faz aquele feijão com arroz no campo e tá lá, Corinthians em mais uma final. Só precisa consertar os erros de passe, que são muitos. Parabéns Carille, Vai Corinthians!

%d blogueiros gostam disto: